Edit concept Question Editor Create issue ticket

Convulsões clônicas ou tônico-clônicas generalizadas


Apresentação

  • Sinais de crises Os ataques epiléticos caracterizam-se pela apresentação de fenómenos súbitos e transitórios e podem resultar em diferentes e múltiplos sinais: Olhar fixo entre cinco a 10 segundos Perda súbita da força muscular com queda Perda de consciência[hff.min-saude.pt]
Náusea
  • Depois da crise é normal sentir sonolência, dor de cabeça náuseas e vômitos. Quando a crise de epilepsia dura mais de 5 minutos deve-se pedir ajuda médica, ligando para o 192, ou levar a vítima imediatamente para o hospital.[tuasaude.com]
  • . · Sudorese fria profusa, nãuseas e vômitos, ansiedade e falta de ar. · Os sinais vitais podem estar dentro dos parâmetros normais ou estarem alterados. · Se a área infartada for critica ou extensa, o paciente pode evoluir com parada cardiaca. · A dor[szpilman.com]
Queda
  • A crise de ausência se caracteriza pela perda da consciência, em geral sem quedas e sem atividade motora. A pessoa fica com o “olhar perdido” por alguns momentos. As crises menores podem ser chamadas de "pequeno mal".[pt.wikipedia.org]
  • […] com queda Movimentos musculares involuntários Mordedura da língua ou bochecha Rigidez muscular Movimentos rítmicos de todo ou parte do corpo Alterações da sensibilidade e dos sentidos Perda de urina ou fezes Comportamento confuso, sem objetivo Causas[hff.min-saude.pt]
  • Por serem tão abruptas, sem qualquer aviso, e por geralmente provocarem quedas nos pacientes, as convulsões atônicas podem resultar em ferimentos na cabeça e no rosto.[victorbarboza.com.br]

Exames clínicos

  • Diagnósticos O tipo de crise permite que o médico, a partir do exame clínico, saiba qual é a região do cérebro associada às descargas elétricas anômalas.[hospitalinfantilsabara.org.br]

Tratamento

  • (Visualizar EEG) • Tratamento com etossuximida ou valproato.[fcm.unicamp.br]
  • Tratamento Na maioria das vezes o tratamento é farmacológico, sendo a cirurgia um tratamento de excepção. A especialidade médica que se dedica ao diagnóstico e tratamento da mesma é a neurologia.[acip.com.pt]
  • Tratamento O tratamento depende do tipo de crise, havendo inúmeras medicações indicadas para cada caso.[hospitalinfantilsabara.org.br]
  • Para saber mais sobre o tratamento desta doença leia: Epilepsia tem cura? Tratamento da epilepsia[tuasaude.com]
  • Tratamento Atualmente, o tratamento das crises é mais eficaz e tem menos efeitos secundários, melhorando substancialmente a qualidade de vida do doente.[hff.min-saude.pt]

Prognóstico

  • Prognóstico O prognóstico da epilepsia depende da causa da doença, bem como do tratamento precoce e contínuo. Estima-se que até 70% das pessoas com epilepsia podem viver vidas normais se receberem cuidados adequados.[acip.com.pt]
  • . • Prognóstico: ótimo! ¼ desenvolvem outros tipos de crise (principalmente Rolândica). • Tratamento: carbamazepina ou oxcarbazepina.[fcm.unicamp.br]
  • Prognóstico Receber o diagnóstico de convulsões pode ser desconcertante, especialmente quando não se tem muita informação sobre o assunto. Entretanto, vale lembrar que, na maioria dos casos, o prognóstico é favorável.[minutosaudavel.com.br]
  • Na pré-conceção há que providenciar os devidos esclarecimentos às mulheres acerca do prognóstico de uma gravidez no contexto de epilepsia 3.[scielo.mec.pt]

Etiologia

  • EPILEPSIA GENERALIZADA Qualificadores Permitidos Português : SU cirurgia CL classificação CO complicações CN congênito DG diagnóstico por imagem DI diagnóstico DH dietoterapia EC economia EM embriologia NU enfermagem EN enzimologia EP epidemiologia ET etiologia[decs.bvs.br]
  • Epidemiologia e Etiologia A epilepsia é um problema mundial que afeta entre 2% e 3% da população, sendo que 75% dos casos começam antes da adolescência. A epilepsia pode ser causada por fatores genéticos, estruturais, metabólicos ou desconhecidos.[acip.com.pt]
  • . • Etiologia: mutação nos genes KCNQ2 e KCNQ3 (atuam nos canais de potássio). • Resposta ruim às drogas antiepilépticas, podendo inclusive ter crises prolongadas e reentrantes. • Ótima evolução, com controle das crises após algumas semanas.[fcm.unicamp.br]
  • Valproico Fenitoína Etosuximida Primidona Lamotrigine Gabapentin Etiologia As descargas neuronais na epilepsia resultam do disparo de pequena população de neurônios em algumas áreas específicas do cérebro, assinaladas como o foco primário.[portaleducacao.com.br]

Epidemiologia

  • TÔNICA que é UP de EPILEPSIA GENERALIZADA Qualificadores Permitidos Português : SU cirurgia CL classificação CO complicações CN congênito DG diagnóstico por imagem DI diagnóstico DH dietoterapia EC economia EM embriologia NU enfermagem EN enzimologia EP epidemiologia[decs.bvs.br]
  • Epidemiologia e Etiologia A epilepsia é um problema mundial que afeta entre 2% e 3% da população, sendo que 75% dos casos começam antes da adolescência. A epilepsia pode ser causada por fatores genéticos, estruturais, metabólicos ou desconhecidos.[acip.com.pt]
Distribuição por sexo
Distribuição por idade

Fisiopatologia

  • Qualificadores Permitidos Português : SU cirurgia CL classificação CO complicações CN congênito DG diagnóstico por imagem DI diagnóstico DH dietoterapia EC economia EM embriologia NU enfermagem EN enzimologia EP epidemiologia ET etiologia EH etnologia PP fisiopatologia[decs.bvs.br]

Prevenção

  • […] enfermagem EN enzimologia EP epidemiologia ET etiologia EH etnologia PP fisiopatologia GE genética HI história IM imunologia CI induzido quimicamente CF líquido cefalorraquidiano ME metabolismo MI microbiologia MO mortalidade PS parasitologia PA patologia PC prevenção[decs.bvs.br]
  • MEDIDAS DE PREVENÇÃO · Caminhe diariamente e reduza a ansiedade e o stress. · Evite alimentos ricos em colesterol. · Evite o tabagismo e reduza a obesidade. · Medicamentos (à critério do médico).[szpilman.com]
  • Para a sua prevenção é fundamental a adesão à medicação e períodos de descanso e horas de sono adequados 7.[scielo.mec.pt]

Perguntar

5000 Caracteres restantes Formate o texto usando: # Cabeçalho, **negrito**, _itálico_. Código HTML não é permitido.
Ao publicar esta pergunta, concorda com os Termos de Uso e a Política de Privacidade.
• Use um título preciso para a sua pergunta.
• Faça uma pergunta específica e forneça idade, sexo, sintomas, tipo e duração do tratamento.
• Respeite a sua própria privacidade e a de outras pessoas. Nunca publique nomes completos ou informações de contacto.
• Perguntas inapropriadas serão excluídas.
• Em casos urgentes, entre em contacto com um médico, visite um hospital ou ligue para um serviço de emergência!