Edit concept Question Editor Create issue ticket

Cardiomiopatia devida a antraciclinas


Apresentação

  • Competências Profissionais - Descrever a variedade de apresentações clínicas e a base molecular das doenças cardiacas. - Discriminar a importância de testes genéticos adequados em indivíduos de elevado risco e deteção precoce baseados em biomarcadores[sigarra.up.pt]
  • Derivados lipossomais Uma das opções para a redução dos efeitos adversos cardíacos das antraciclinas é a alteração da apresentação do fármaco ou a associação com outras substâncias, como, por exemplo, os derivados lipossomais 31.[revportcardiol.org]
Insuficiência cardíaca
  • Os IECAs estão indicados em todos os estágios da insuficiência cardíaca, portanto devem ser utilizados mesmo quando há disfunção ventricular assintomática.[revista.hupe.uerj.br]
  • - Calcula-se que na atualidade existam mais de 5 milhões de sobreviventes de cancro com um elevado risco de virem a desenvolver durante a sua vida uma cardiomiopatia e/ou insuficiência cardíaca devido à exposição prévia às antraciclinas.[sigarra.up.pt]
  • Tratamento de insuficiência cardíaca Após o desenvolvimento de sinais ou sintomas de IC ou da diminuição da FEVE, decorrentes da cardiotoxicidade, o tratamento deve ser feito com base nas guidelines das sociedades científicas 56.[revportcardiol.org]

Tratamento

  • Previamente e durante o tratamento, dependendo da FE do paciente, propõem-se as seguintes medidas: monitoramento e manuseio da cardiotoxicidade através da FE de VE pela ecocardiografia antes do início do tratamento e durante o tratamento. 1 Em pacientes[revista.hupe.uerj.br]
  • Objetivos - Descrever as bases moleculares das complicações CV durante e após o tratamento oncológico. - Promover a organização de equipas multidisciplinares que possam identificar precocemente estratégias de monitorizar a cardiotoxicidade do tratamento[sigarra.up.pt]
  • Contudo, não foram observados efeitos cardioprotetores, quer no tratamento com metoprolol quer no tratamento com enalapril 47.[revportcardiol.org]

Prognóstico

  • Além disso a insuficiência cardíaca induzida por antraciclinas configura um pior prognóstico do que a cardiomiopatia dilatada idiopática ou a cardiomiopatia isquémica. - Estas e outras observações de vários estudos proporcionaram um grande impulso para[sigarra.up.pt]
  • As medicações que mudam o prognóstico na insuficiência cardíaca são os inibidores da enzima conversora de angiotensina (IECA), bloqueadores de receptores AT2, betabloqueadores e bloqueadores da aldosterona, independentemente da etiologia.[revista.hupe.uerj.br]
  • Estima‐se que a taxa de mortalidade entre doentes oncológicos que desenvolvem cardiotoxicidade seja elevada, com valores superiores a 60% a dois anos 2 ; no entanto, o prognóstico pode ser positivamente alterado se houver uma prevenção e uma deteção precoce[revportcardiol.org]

Etiologia

  • As medicações que mudam o prognóstico na insuficiência cardíaca são os inibidores da enzima conversora de angiotensina (IECA), bloqueadores de receptores AT2, betabloqueadores e bloqueadores da aldosterona, independentemente da etiologia.[revista.hupe.uerj.br]
  • No que diz respeito ao acompanhamento e esclarecimento da etiologia de síncopes, que se presumem decorrentes de arritmias ou de bloqueios auriculoventriculares avançados, o recurso ao registo de Holter clássico (24 h) ou ao registo de eventos poderá ser[revportcardiol.org]

Prevenção

  • Prevenção da cardiotoxicidade A redução da cardiotoxicidade das antraciclinas associada à manutenção da eficácia terapêutica pode ser obtida através de medidas de prevenção não farmacológicas e farmacológicas.[revportcardiol.org]
  • Pesquisas adicionais são necessárias para desenvolver novas estratégias de prevenção e tratamento. REFERÊNCIAS 1. Kalil Filho R, Hajjar LA, Bacal F, Hoff PM, Diz M del P, Galas FRBG, et al.[revista.hupe.uerj.br]

Perguntar

5000 Caracteres restantes Formate o texto usando: # Cabeçalho, **negrito**, _itálico_. Código HTML não é permitido.
Ao publicar esta pergunta, concorda com os Termos de Uso e a Política de Privacidade.
• Use um título preciso para a sua pergunta.
• Faça uma pergunta específica e forneça idade, sexo, sintomas, tipo e duração do tratamento.
• Respeite a sua própria privacidade e a de outras pessoas. Nunca publique nomes completos ou informações de contacto.
• Perguntas inapropriadas serão excluídas.
• Em casos urgentes, entre em contacto com um médico, visite um hospital ou ligue para um serviço de emergência!