Edit concept Question Editor Create issue ticket

Angioedema adquirido


Apresentação

  • Autor: Rodrigo Antonio Brandão Neto Médico Assistente da Disciplina de Emergências Clínicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP Última revisão: 18/01/2016 Comentários de assinantes: 0 Apresentação do Conteúdo Revisão sobre classificação[medicinanet.com.br]
Dor abdominal
  • Angioedema adquirido (AAE) é caracterizada pela ocorrência de subcutâneo transitória e recorrente e / ou edemas submucosos resultando em inchaço e / ou dor abdominal devido a um inibidor C1 adquirida (C1-INH) deficiência. Prevalência é desconhecida.[estudandoraras.blogspot.com]
  • Ela costumava dar entrada nos hospitais com fortes dores abdominais e os médicos sempre lhe receitavam remédio para tratar verminose.[drauziovarella.uol.com.br]
  • Mais raramente, o angioedema pode afetar o aparelho digestivo, causando fortes dores abdominais. As crises costumam durar de 2 a 5 dias, podendo se estender até duas semanas.[ipemed.com.br]
  • abdominal \uf071 Gravidade aumenta na adolescência e fase adulta ANGIOEDEMA HEREDITÁRIO MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS PELE AP.[passeidireto.com]
  • Os sintomas do angioedema podem incluir: edema (inchaço), assimétrico e doloroso urticária, prurido (comichão) dificuldade em engolir ou respirar náuseas, cólicas, vómitos, desconforto ou dor abdominal, diarreia Causas e mecanismos O angioedema pode ser[saudecuf.pt]
Náusea
  • Os sintomas do angioedema podem incluir: edema (inchaço), assimétrico e doloroso urticária, prurido (comichão) dificuldade em engolir ou respirar náuseas, cólicas, vómitos, desconforto ou dor abdominal, diarreia Causas e mecanismos O angioedema pode ser[saudecuf.pt]
  • O edema dos intestinos pode causar náuseas, vômitos, dor abdominal com cólicas e/ou diarreia. Outras manifestações do angioedema dependem do mediador.[msdmanuals.com]

Exames clínicos

  • . - Exame clínico. - Diagnósticos diferenciais. - Exames complementares. - Tratamento. - Conclusão. - Referências.. Introdução.[bibliomed.com.br]

Tratamento

  • Tratamento da doença associada geralmente deve permitir que episódios a ser controlado e levar à normalização do C1-INH níveis.[estudandoraras.blogspot.com]
  • O tratamento deve relacionar-se com a doença envolvida. Todavia, quando o paciente apresentar episódios constantes ou graves de angioedema, certos fármacos podem ser receitados, como o danazol.[infoescola.com]
  • Tratamento para angioedema Para sintomas leves pode não ser necessário um tratamento. Os sintomas moderados ou graves devem ser tratados. A dificuldade em respirar é uma emergência médica. As pessoas com angioedema devem: 1.[fisioterapiaparatodos.com]
  • Daí a importância do diagnóstico correto para receber o tratamento adequado.[urticaria.org.br]
  • Nos restantes tipos de angioedema, apesar de não haver cura, existem tratamentos. Saiba, de seguida, como tratar o angioedema. Angioedema - tratamento O tratamento depende do tipo de angioedema.[saudebemestar.pt]

Prognóstico

  • O prognóstico depende do risco de desenvolver manifestações hematológicas. Rituximab pode ser uma alternativa de tratamento em casos de AAE associados C1-INH anticorpos * Autor: Dr. L. Bouillet (Agosto 2011) *.[estudandoraras.blogspot.com]
  • Prognóstico e possíveis complicações do angioedema hereditário ou adquirido Se o angioedema afetar a garganta, as vias respiratórias da pessoa podem ficar bloqueadas e isso pode ser perigoso.[fisioterapiaparatodos.com]

Etiologia

  • . - Etiologias. - Exame clínico. - Diagnósticos diferenciais. - Exames complementares. - Tratamento. - Conclusão. - Referências.. Introdução.[bibliomed.com.br]
  • Descrição: Ementa de Alergia Cutânea: Estudar a variada gama de doenças de etiologia alérgica que acomentem a pele, abordando também seus diagnósticos diferenciais. Estudo das reações a venenos de insetos. Tratamento farmacológico.[uspdigital.usp.br]

Epidemiologia

  • Quebra da tolerância Fatores desencadeantes da auto-imunidade Doenças auto-imunes: epidemiologia e hipótese da higiene Doenças auto-imunes: aspectos gerais Doenças auto-imunes: aspectos genéticos Lupus eritematoso sistêmico Artrite reumatóide Esclerose[uspdigital.usp.br]
Distribuição por sexo
Distribuição por idade

Fisiopatologia

  • DEFINIÇÃO ANGIOEDEMA FISIOPATOLOGIA Aumento rápido da permeabilidade local dos capilares e vênulas pós-capilares subcutâneas ou submucosas, com extravasamento de plasma e conseqüente edema.[passeidireto.com]
  • Avaliação crítica dos diagnósticos clínico e laboratorial, fisiopatologia e terapêutica.[uspdigital.usp.br]

Prevenção

  • Prevenção Quando o tipo de angioedema é hereditário, não há nada que se possa fazer para evitar o problema. Mas se for causado por fatores alérgicos, evitar o contato com o alérgeno é o mais indicado para evitar o problema.[minutosaudavel.com.br]
  • A A O Laboratório Alvaro oferece mais de 1400 tipos de exames de prevenção e tratamento. Consulte abaixo todas as informações e orientações para cada tipo.[laboratorioalvaro.com.br]
  • Descritores: Angioedema Antimaláricos Doenças Autoimunes Angioedema / prevenção & controle Lúpus Eritematoso Sistêmico Limites: Seres Humanos Feminino Meia-Idade Tipo de Publ: Relatos de Casos Responsável: BR396.3 - Biblioteca Setorial Umuarama[bases.bireme.br]
  • Nos casos de angioedema hereditário, existem duas classes principais de medicamentos (ou remédios) para prevenção (anti-fibrinolíticos e androgénios), e nas situações de crise utiliza-se concentrado de C1 inibidor ou icatibant (medicamento antagonista[saudebemestar.pt]

Perguntar

5000 Caracteres restantes Formate o texto usando: # Cabeçalho, **negrito**, _itálico_. Código HTML não é permitido.
Ao publicar esta pergunta, concorda com os Termos de Uso e a Política de Privacidade.
• Use um título preciso para a sua pergunta.
• Faça uma pergunta específica e forneça idade, sexo, sintomas, tipo e duração do tratamento.
• Respeite a sua própria privacidade e a de outras pessoas. Nunca publique nomes completos ou informações de contacto.
• Perguntas inapropriadas serão excluídas.
• Em casos urgentes, entre em contacto com um médico, visite um hospital ou ligue para um serviço de emergência!