Edit concept Question Editor Create issue ticket

Alopecia total


Exames clínicos

  • Sintomas e diagnóstico da alopécia areata O diagnóstico da alopécia areata é feito através do exame clínico com o médico, e seu único sintoma é a queda de cabelo em formato circular, que geralmente ocorre no topo da cabeça ou na barba.[tuasaude.com]
  • Para diagnosticar o problema, é necessário realizar uma consulta com o médico dermatologista, que fará um exame clínico, como tricograma ou dermatoscopia do couro cabelo.[minutosaudavel.com.br]

Tratamento

  • O tratamento correto será baseado nos resultados destes exames. São vários os tratamentos. Experiência no tratamento de alopecia areata placas, total e universal, com uso de medicamentos tópicos, imunossupressores e imunobiológicos.[doctoralia.com.br]
  • Na JakBell, através da Tricomed, existem diversos tratamentos para poder aliviar e até reverter de certa forma a calvície causada pela alopecia areata: tratamentos a laser, eletroterapia, microagulhamento, ozonioterapia, entre outros.[jakbell.com.br]
  • O tipo mais complexo não tem tratamento 100% eficaz A alopecia areata universal é a forma mais severa e o tratamento escolhido dependerá do quão grave é a queda dos fios, do histórico médico e da idade da pessoa.[gq.globo.com]
  • “Geralmente, os casos localizados têm melhor resposta ao tratamento, mas mesmo casos mais graves e de longa duração são passíveis de recuperação”, completou o dermatologista Júnior. Camila está em tratamento há cinco anos.[terra.com.br]
  • Tratamento da alopécia O tratamento visa o prolongamento da vida útil dos folículos pilosos retardando ou interrompendo o processo de queda dos cabelos.[atlasdasaude.pt]

Prognóstico

  • Mesmo pelo padrão de envolvimento sabem habitualmente o prognóstico da doença.[medipedia.pt]
  • O tratamento para AAO é sintomático e não altera o prognóstico, sendo utilizados principalmente corticoides tópicos, infiltrações intralesionais, antralina e minoxidil. Objetivo: Relatar caso de AAO na infância.[revistas.pucsp.br]

Etiologia

  • Otávio Alquezar Gozzano, Maria Beatriz Coelho Gozzano, Maria Carolina Coelho Gozzano, Maria Luiza Coelho Gozzano Resumo Introdução: Entre as alopecias mais comuns na infância está a alopecia areata (AA), uma afecção crônica dos folículos pilosos, de etiologia[revistas.pucsp.br]
  • A alopecia areata, conhecida vulgarmente como “pelada”, é uma afecção crônica dos folículos pilosos e das unhas, de etiologia ainda não elucidada, tendo, provavelmente, diversos fatores envolvidos no seu aparecimento, com evidentes componentes auto-imunes[infoescola.com]

Prevenção

  • O tratamento desta doença se baseia no estímulo para o crescimento, mas não garante a prevenção de novas quedas de cabelos ou pelos. Há casos que o próprio corpo combate a doença, ou seja, tem melhora espontânea.[ingoh.com.br]
  • Prevenção Não há formas de prevenir a doença uma vez que suas causas são desconhecidas, mas há algumas dicas para que a pessoa se sinta melhor: Procurar se informar sobre a doença.[sbd.org.br]
  • Outros tratamentos Outras maneiras de tratar a alopecia areata incluem: Peruca ou peruca Fotoquimioterapia : exposição à luz ultravioleta após uso de medicação tópica ou oral Conselho profissional ou grupos de apoio Prevenção Atualmente, não há diretrizes[hospitalinfantilsabara.org.br]
  • Prevenção Infelizmente, não há como prevenir a doença. “As causas são desconhecidas, mas, como o estresse está associado como possível fator desencadeante, o ideal é reduzir o estresse”, recomendou a dermatologista Karla.[terra.com.br]

Perguntar

5000 Caracteres restantes Formate o texto usando: # Cabeçalho, **negrito**, _itálico_. Código HTML não é permitido.
Ao publicar esta pergunta, concorda com os Termos de Uso e a Política de Privacidade.
• Use um título preciso para a sua pergunta.
• Faça uma pergunta específica e forneça idade, sexo, sintomas, tipo e duração do tratamento.
• Respeite a sua própria privacidade e a de outras pessoas. Nunca publique nomes completos ou informações de contacto.
• Perguntas inapropriadas serão excluídas.
• Em casos urgentes, entre em contacto com um médico, visite um hospital ou ligue para um serviço de emergência!